Igreja Matriz de Santa Rita de Cássia

Bela e imponente! Em seu redor inicio-se a povoação da Cidade.
1/3

Igreja Matriz de Santa Rita de Cássia

 

A religiosidade é uma característica forte da população santarritense. Localizada em um dos pontos centrais da cidade, a Igreja Matriz da Paróquia de Santa Rita de Jacutinga é uma bela construção, que se destaca da paisagem ao seu redor como símbolo imponente da fé de seu povo.

 

O local onde hoje está a igreja matriz, foi doado por Antônio Francisco de Mendonça e sua esposa Maria Vitória Ribeiro por volta do ano de 1832, então ergueu-se uma capela em homenagem a Santa Rita de Cássia, que com o passar do tempo a capela se tornou pequena para receber os fiéis que vinham agradecer ou pedir graças à santa.

 

Com a necessidade de ampliação do pequeno templo, as famílias fundadoras do povoado fizeram doações de terras à paróquia para que esta recebesse uma capela-mor digna de sua santa padroeira.

 

Em 1835 as famílias Gomes e Caetano obtiveram autorização para a construção da capela–mor. Em paralelo, o Comendador Francisco Teresiano Fortes (fundador da Fazenda Santa Clara) que havia feito uma promessa de erguer uma igreja na região, trouxe para o local grande quantidade de pedreiros, carpinteiros e materiais para construção, mas, não houve um consenso em relação ao local de construção da capela-mor.

 

O Comendador queria que a capela fosse construída voltada para o norte, local onde já era o cemitério local, oferecendo indenização aos serviços que haviam sido realizados, mas não teve sua vontade atendida. Diante disso partiu com seus ajudantes (sendo a maioria deles seus escravos) para Rio Preto, onde lá ergueu a Matriz, cujo Padroeiro é Nosso Senhor dos Passos.

 

Já nos Anos 50, a capela não comportava mais a população santarritense e o inúmero contingente de fiéis que a visitavam com freqüência. Logo o Padre Francisco José Machado Filho (Padre Machado) juntamente com seus paroquianos promoveu a construção da atual igreja.

 

Em 2 de julho de 1951 teve início a demolição do prédio antigo dando espaço à nova obra. Em proporção à grandiosidade da construção, não demorou muito tempo para que a cidade tivesse sua tão sonhada Igreja Matriz, em 17 de julho de 1956 estava inaugurada a nova Matriz.

 

O interior da Igreja emociona por sua beleza e grandiosidade. Inspirada na Catedral Metropolitana de Juiz de Fora, a igreja possui linhas arquitetônicas imponentes e também possui belíssimos afrescos em seu interior, que encantam por meio das suas cores e formas feitas diretamente na parede sobre o reboco – obra do pintor italiano Victorio Goretti. O artista era primo de Santa Maria Goretti, a jovem mártir canonizada pelo papa Pio XII em 1950.

 

Outro destaque do templo está nos ladrilhos hidráulicos, formando vários tipos de tapetes. Seu interior abundante e naturalmente iluminado é um ótimo local para meditar, aproveitando o clima calmo e silencioso recarregando as energias para desfrutar de muitas aventuras na Cidade das Cachoeiras.

 

 

Fonte: NOGUEIRA. Laudelina Marinho, A cidade das Cachoeiras: Santa Rita de Jacutinga e sua história. 3.ed. rev. e ampliada. (Santa Rita de Jacutinga, edição particular, 2005).

 

 

Não deixe de visitar
 
A visita a Igreja Matriz faz parte do Roteiro City Tour, mas também pode ser visitada a qualquer momento, procurando a Casa Paroquial.
GALERIA DE FOTOS
Matriz e parte da Rua de Cima
Matriz e parte da Rua de Cima
Matriz e "Rua de Cima"
Matriz e "Rua de Cima"
Interior da Igreja Matriz
Interior da Igreja Matriz
Matriz vista da subida da Igrejinha
Matriz vista da subida da Igrejinha
Matriz vista do túnel
Matriz vista do túnel
Altar da Igreja Matriz
Altar da Igreja Matriz
Igreja Matriz
Igreja Matriz
Matriz e Igrejinha do Alto ao fundo
Matriz e Igrejinha do Alto ao fundo
Igreja Matriz
Igreja Matriz
1/1